Pablo Neruda, Neruda, Chile, Parral, literatura, Poesia,

   
  Pablo Neruda o poeta do mar
  Home
 




Pablo Neruda (1904/1973)

Nascido em Parral no Chile, Neruda é o nosso maior poeta, sua história, sua obra se confudem à história dos povos da América latina e suas aspirações de liberdade.


 
Linha do tempo a vida de poeta Pablo Neruda




Ano a Ano a vida-obra do Poeta 


 




Você sabia?

Pablo Neruda do Chile e Jorge Luis Borges da Argentina são sem duvidas os maiores nomes da literatara latino americana de toda história, Borges é junto com o japonés Yukio Mishima
os "grandes" que por um acaso, não recebersm o prêmio Nobel.

Neruda e Borges viveram a mesma época, porém, a não ser pela gênialidade do chileno e do argentino, compartilhavam sobre a vida e visão de mundo muito diferentes, e sempre havia por parte de ambos os lados criticas sobre a forma de pensar e agir dos dois grandes escritores. Porém coube a Neruda em poucas palavras descrever quem era Borges e quem era Neruda em uma resposta a Hector Eandi sobre Borges:

"Borges que usted me menciona, me parece más preocupado de problemas de la cultura y de la sociedad, que no me seducen, que no son humanos. A mí me gustan los grandes vinos, el amor, los sufrimientos y los libros como consuelo a la inevitable soledad. Tengo hasta cierto desprecio por la cultura, como interpretación de las cosas, me parece mejor un conocimiento sin antecedentes, una absorción física del mundo, a pesar y en contra de nosotros. La historia, los problemas `del conocimiento', como los llaman, me parecen despojados de dimensión. Cuántos de ellos llenarían el vacío? Cada vez veo menos ideas en torno mío, y más cuerpos, sol y sudor. Estoy fatigado" (Margarita Aguirre, Pablo Neruda. Héctor Eandi. Buenos Aires: Sudamericana, 1980:46).


"Borges que você me menciona, me parece mais preocupado dos problemas da cultura da sociedade, que não me sedusem, que não são humanos. A mim me atraem os grandes vinhos, o amor, os sofrimentos e os livros como consolo à inevitável solidão. Tenho até certo desprezo pela cultura, como interpretação das coisas, me parece melhor um conhecimento sem antecedentes, uma absorção física do mundo, mesmo que seja contra nós mesmos. A história, os problemas `do conhecimento', como chamam, me parecem despojados de dimensão. Quantos deles preênchegem o vazio? Cada vez vejo menos idéias em torno mim, e mais corpos, sol e suor. Estou cansado" (Margarita Aguirre, Pablo Neruda. Héctor Eandi. Buenos Aires: Sudamericana, 1980:46).




 


 


 


 Iraciran
<paivafilho_ipu@hotmail.com>
Di
sse:
"O olhar do poeta ao mar revela a intimidade das águas que navega pelas ondas, da proa que carrega os mistérios dos sentimentos humanos e divinos com a clarividência e a primazia de ser poeta."

* Escreva também seu recado em nosso
livro de visitas


 







 
  Hoy habia 1 visitantes (1 clics a subpáginas) ¡Aqui en esta página!  
 
=> ¿Desea una página web gratis? Pues, haz clic aquí! <=