Pablo Neruda, Neruda, Chile, Parral, literatura, Poesia,

   
  Pablo Neruda o poeta do mar
  1944-1953
 





1944

Recebe o Prémio Municipal de Poesia. Publica uma série de palestras. É publicado em Nova York, edição privada, Poemas Escolhidos (poemas Residência na Terra). Em Buenos Aires, Vinte poemas amor e canção desesperada e Residência na Terra, edições Losada


Neruda no santuário "Saczahuamán-Cuzco" Outubro, 1943

1945

4 de março:
eleito senador para as províncias de Tarapacá e Antofagasta. Se edita el folleto Saludo al Norte y a
Stalingrado.
Recebe Prémio Nacional de Literatura em sua pátria. 

30 de maio: primeiro discurso no Senado, publicado em quatro idiomas. 
8 de julho: Entra no Partido Comunista do Chile. 
15 de julho: Assiste no Estádio Pacaembu, em São Paulo, ao comicio em homenagem a Luís Carlos Prestes (cem mil pessoas). 
30 de julho: recepção na Academia Brasileira de Letras, no Rio; recepção, discurso de Manuel Bandeira. 
31 de julho: se realiza no Rio de Janeiro, o comicio Pablo Neruda. 
1 a 8 de agosto: considerandos e conferências em Buenos Aires e Montevidéu. 
Setembro: Escreve "Alturas de Macchu-Picchu." A Academia Sueca atribui o Prémio Nobel da Literatura paraGabriela Mistral.




1946

18 de Janeiro: condecorado pelo Governo do México com a Ordem Águia Azteca. 20 de março:
conferencia "Viaje ao Norte de Chile". É nomeado chefe Nacional de Propaganda na candidatura do senhor Gabriel González à presidencia do Chile. Edita-se na Tchecoslovaquia España en el corazón. Edita-se em Copenhague e  Estados Unidos Residencia en la Tierra. En São Paulo, Brasil, Veinte poemas de amor y una canción desesperada. Na primavera conhece Matilde Urrutia.
 Tem judicialmante seu nome declarando legal Pablo Neruda.









1947

Terceira edição de Tercera residencia. Losada, Buenos Aires, esta edição traz finalmente juntos em um livro furias y las penas, España en el corazón e oitros    Sua coção completa de poesia pela Cruz del Sur, com o nome de Residência na Terra. Viagens de Magalhães. Edita suas conferências da Sociedade de Escritores do Chile. 27 Novembro: publicado no "El Nacional", em Caracas (no Chile, houve censura efectiva), Carta íntima para milhões de homens. Por ocasião da referida carta, o presidente inicia o seu impeachment.

1948

6 de Janeiro discu
rsou nol Senado, publicado despois con o título de Yo acuso(Eu cuso). 3 de Fevereiro: a Corte Suprema aprova o desafouro de Neruda como senador da República. 5 de fevereiro: os Tribunais de Justiça ordenam sua detenção. Desde essa data permanece oculto no Chile, escrevendo el Canto General e participando na política de oposição. Em diversos países são feitas veladas em sua honra e se editam sues poemas.

24 de Fevereiro: sai do Chile cruzando a cordilheira dos Andes pela região austral. 25 de abril: assiste ao Primeiro Congresso Mundial de Partidarios da Paz, revelando simultáneamente a incógnita sobre seu paradeiro. o nomeam membro do Conselho Mundial da Paz. Junho: viaja pela primeira vez à União Soviética, onde assiste aos festejos do 150º aniversario de Puschkin. 27 de junho: recebe a homenájem da União de Escritores Soviéticos em Moscow. Julho: visita a Polonia e a Hungría. Agosto: viaja ao México com Paul Eluard. Setembro: participa no Congreso Latinoamericano de Partidarios da Paz, no México, onde perrnanece enfermo de cuidado até o fim do ano. Se reencontra com Matilde Urrutia. Se editam seus livros ou seleções de seus poemas na Alemanha, Tchecoslovaquia, China, Dinamarca, Hungría, Estados Unidos, União Soviética, México, Cuba, Colombia, Guatemala e Argentina. No Chile, aparece Dulce patria, editorial del Pacífico.




 Pablo Neruda e Jorge Amado na Tcheslovaquia

1950

28 de Janeiro: se extingue a permissão constitucional para ausentar-se do país que lhe dera o presidente do Senado, don Arturo Alessandri. publica-se no México o Canto General, em duas edicções: uma, a cargo do Comité Auspiciador, e a outra, edições Océano. Ambas levam ilustrações de David Alfaro Siqueiros e Diego Rivera. No Chile se fazem também duas edições cla
ndestinas. Viaja a Guatemala, onde oferece recitais e conferencias, homenageado pelo Governo e o Parlamento. edita-se Pablo Neruda en Guatemala. Junho: viaja à Praga e depois à París. Em Outubro assina exemplares da edição francesa de Canto General. Viaja à Roma, depois à Nova Delhi para entrevistar-se com Jawaharlal Nehru. Sua poesía se traduz ao hindú, urdú e bengalí. De 16 a 22 de Novembro assiste em Varsovia ao II Congreso Mundial de Partidarios da Paz. O acompanha Matilde Urrutia. 22 de novembro: recebe, junto com Picasso e outros artistas, o Prêmio Internacional da Paz por seu poema "Que despierte el leñador". Convidado pela União de Escritores da Tchecoslovaquia, passa uma temporada no castelo de Dobriss, propiedade dessa União. Se faz uma nova edição popular de Canto General no México e aparece outra edição clandestina no Chile. Novas edições nos Estados Unidos, China, Tchecoslovaquia, Polonia, União Soviética (250.000 exemplares), Suecia, Romênia, India, Palestina e Siria.
 


1951

Gira pela Italia. Recitais em Florencia, Turín,
Génova, Roma, Milão.  Edita-se em italiano "Que despierte el leñador". 14 de Janeiro: realiza-se en Santiago, com ausencia de Neruda, uma homenágem que auspiciaam a Sociedade de Escritores, pela publicação de Canto General. 20 de Janeiro: conferencia em Milão dedicada por Salvattore Quasimodo e Renato Birolle sobre a poesía de Neruda. Março: París. Maio: Moscow, Praga e Berlín. 5 a 19 de agosto: Terceiro Festival Mundial da Juventude em Berlín. Depois assiste ao Festival Cinematográfico de Karlovy Vary e ao Festival de Arte Popular de Moravia. Viaja no ferroviário transiberiano até a República Popular da Mongolia. Desde alí até Pekín onde faz a entrega do Prêmio Internacional da Paz a Mme. Sun Yat-sen em nome do Conselho Mundial da Paz. Aparecem suas poesias na Bulgaria, Tatrán (Tchecoslovaquia), Hungría, Islandia. Novas traduções ao idisch, hebreu, coreano, vietnamita, japonés, árabe, turco, ucranio, uzhbeco, portugués, eslovaco, georgiano, armenio.

1952

Reside na Itália. Delia del Carril viaja ao Chile. 10 de fevereiro: en Capri. Inicia seu livro Las uvas y el viento. Edição privada e anónima de Los versos del Capitán. Julho e Agosto: viaja por Berlín e Dinamarca. No Chile: es revogada a orden de detenção de tres anos e alguns mêses. 12 de agosto: regressa a Santiago onde lhe tributan grandes homenagens de boasvindas. Se instala em sua casa de Avda. Lynch. Viaja à Temuco e a outros pontos do Chile. Dezembro: viaja à União Soviética como jurado do Prêmio Internacional da Paz. Começa a escrever las Odas elementales. Começa a construir La Chascona.

1953

22 de Janeiro: regressa de sua viaje à União Soviética. Organiza o Congresso Continental da Cultura, que se realiza em abril em Santiago, e onde assistem grandes personalidades da América, como Diego Rivera, Nicolás Guillén, Jorge Amado, etc. Publicam-se duas antologias em Santiago de Chile: Todo el amor, editora Nascimento, e Poesía política, editora Austral. 20 de Dezembro: recebe O Prêmio Stalin da Paz.



 
  Hoy habia 4 visitantes (19 clics a subpáginas) ¡Aqui en esta página!  
 
=> ¿Desea una página web gratis? Pues, haz clic aquí! <=